Qual o futuro do trabalho?

A crise causada pelo Covid-19 acelerou a implantação do home office e acarretou uma grande corrida pela modernização, diante das novas tendências perante os desafios nas empresas, independente do mercado de atuação.

Segundo Estudo Global de Tendências de Talentos 2020 da Mercer, divulgado pela revista Exame, as companhias vão precisar de empatia para vencer a crise e qualquer outro cenário desafiador. A pesquisa realizada no final de 2019, com 7.300 executivos sênior de negócios, líderes de RH e funcionários de 9 setores-chave, em 34 países, identificou quatro fortes tendências para 2020.

A consultoria global não poderia ter previsto a mudança no mundo corporativo com o covid-19, mas a pesquisa aponta para necessidades de mudanças nas instituições diante de um mercado que cada vez mais exige agilidade para se adequar a novas tecnologias e contextos. É um quadro que se agrava com a pandemia.

Segundo pesquisadores, essas mudanças são divididas em três categorias: tendências aceleradas, novos impactos (que não faziam parte do futuro das discussões de trabalho) e oscilações do pêndulo (reações temporárias a curto prazo).

Tendências e sua aceleração

Trabalho remoto
Segundo análises o trabalho home office tende a crescer 30% após a pandemia. Muitas empresas como Twitter e Facebook já anunciaram o trabalho remoto para sempre com seus colaboradores.
Sendo assim, é preciso priorizar o digital e as habilidades de colaboração neste processo, para que as equipes consigam gerenciar cada vez melhor suas atividades caminhando na direção das metas e do desempenho em conjunto.

Coleta de dados
Esse é um processo que leva em consideração tanto o lado profissional como pessoal das equipes, no qual as empresas conseguem usar métodos para entrada e saída virtual dos colaboradores, como fazer uma comunicação interna para ter acesso aos dados sobre a saúde das pessoas, e de que forma a empresa pode auxiliar para que os colaboradores tenham ajuda e apoio para que juntos consigam crescer em grupo e individualmente.

Rede de segurança social
Aqui tem-se a abertura e envolvimento na cobertura e no fornecimento de apoio à saúde mental dos funcionários, trazendo profissionais para ajudar nesses processos priorizando o autoconhecimento e a inteligência emocional de cada um da equipe.

Economia e tecnologia
As empresas, mesmo com o cenário de incertezas, estão cada vez mais atentas aos trabalhadores qualificados que são capazes de utilizar e interpretar novas tecnologias, antecipar tendência e também encontrar produtos inovadores e processos mais eficientes através das ferramentas digitais.

Um estudo do Fórum Econômico Mundial mostra que, em grandes empresas, quase metade dos empregados precisa passar por algum treinamento todos os anos, seja no próprio ambiente de trabalho, seja em instituições privadas que oferecem serviços de educação profissional.
Sendo assim, o cenário está propício para quem quer aumentar o trabalho com profissões mais analíticas, interativas e não como as rotineiras de sempre.

O diferente no futuro do trabalho são as pessoas, tanto gestores como líderes e colaboradores estarem atentos ao capital humano e suas habilidades de soft skill para se adaptar aos novos cenários.

Quer saber como reorganizar o seu negócio e estar próximo da sua equipe olhando para as tendências do futuro do trabalho? Entre em contato conosco, para que nossa equipe possa te auxiliar nas melhores estratégias para sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *